NÃO ESPERE, DECIDA!

NÃO ESPERE, DECIDA! 5.00/5 (100.00%) 1 vote

Enquanto esperava um amigo no aeroporto, tive uma dessas experiências transformadoras que escutamos falar – daquelas com que nos deparamos sem esperar. Esta aconteceu a poucos centímetros de mim.

Buscando localizar meu amigo entre os passageiros que saíam pela porta da área de desembarque daquele aeroporto, notei um homem vindo em minha direção, carregando duas malas. Ele parou bem na minha frente para saudar sua família.

A primeira coisa que fez foi dirigir-se ao filho mais novo (de uns seis anos), deixando as malas no chão. Eles trocaram um longo e apertado abraço. Ao separarem-se o suficiente para olharem-se nos olhos, ouvir o pai dizer: “Estou muito feliz de ver você de novo, filho. Senti muita saudade!” O filho sorriu, meio acanhado, abaixou os olhos e respondeu suavemente: “Eu também, papai!”

O homem então levantou-se, olhou nos olhos do filho mais velho (de mais ou menos dez anos) e, envolvendo o rosto do filho com as mãos, disse: “Você está quase um rapaz. Amo muito você, Zach!” Eles também se abraçaram com ternura e amor.

(mais…)

A “Outra Mulher” em Seu Casamento

Rate this post

A mãe, por causa de suas próprias memórias, gosta de ver a filha se preocupando com o primeiro batom, ou desfilar no primeiro par de sapatos altos, enqautno que o pai quase que sofre de um ataque cardíaco quando vê a cena. Da mesma maneira, a filha traz para casa um homem que “flerta” com a mãe também – um homem que conquista a família inteira. Isso, claro, prepara o caminho para um bom relacionamento. Mas, as coisas funcionam diferente se essa relação é entre sogra e nora.

Do lado positivo, a sogra se torna uma representação adorável do papel a desempenhar. Do lado negativo, ela pode destruir o casamento. A maioria, entretanto, procura ficar no meio termo.

Uma vez eu li um livro que falava da volta de alguém para a casa dos pais: “O lar é sempre o lar, mesmo quando ali é lugar onde se gasta a maior parte da vida tentar fugir de lá”. Nossa busca começa ali – no lar onde nosso cônjuge estabeleceu o relacionamento com sua mãe.

(mais…)

Família: O projeto principal de Deus

Família: O projeto principal de Deus 5.00/5 (100.00%) 1 vote

(Gn 2:7-8)Formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente. E plantou o SENHOR Deus um jardim no Éden, do lado oriental; e pôs ali o homem que tinha formado”.

(Gn. 2:21-24) “Então o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão. E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada. Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”.

INTRODUÇÃO

Embora encontremos teólogos por aí dizendo que Adão e Eva nunca existiram e que o jardim do Éden é simplesmente uma lenda. O fato é que, de todas as coisas que Deus criou, a obra prima de sua criação foi o homem, feito do pó da terra e a mulher, posteriormente de uma de suas costelas.

Na verdade, até mesmo a Trindade estava presente na criação de todas as coisas, inclusive a do homem. O Pai, o Filho e o Espírito Santo deram a sua contribuição para que a sua obra fosse de fato, a imagem e semelhança de Deus. Ao projetar o primeiro homem do pó da terra e soprando-lhe o em suas narinas o fôlego de vida trazendo-o a existência, Deus em nenhum momento quis transformá-lo em um robô. Este homem chega ao mundo totalmente livre, para receber informações, adequá-las ao seu projeto de vida e conseqüentemente efetivar-se ao nível de deveres e direitos que passaria a ter, visto que a lei de Deus já estava gravada em seu coração.

(mais…)

Adoção: um grande passo de amor

Rate this post

A adoção deve ser um ato de amor e compromisso e não um ímpeto ditado pelo modismo da época

A adoção tem se tornado um fenômeno pelo mundo e a cada dia mais e mais pessoas decidem adotar um filho. No Brasil, o processo de adoção de crianças está bem menos complexo, demorado e burocrático devido ao Estatuto da Criança e do Adolescente e ao pleno funcionamento do Juizado da Infância e da Juventude.

Mas o desejo pela adoção deve ir muito além de modismos. Um grande passo de amor e coragem  deve mover pessoas para adotarem um filho. Mesmo com o processo simplificado, esta é uma decisão que envolve toda a família, o que a torna um pouco mais complexa. Para uma adaptação trânqüila, a  criança precisa se sentir bem-vinda, amada por todos, por isso o consentimento da família é tão importante.

Paciência é outro pré-requisito. O tempo de espera durante o processo de adoção depende de vários fatores, entre eles as exigências dos candidatos. Quanto mais restrições forem colocadas na ficha, mais tempo se leva para encontrar o filho.

(mais…)

Entre o amor e a razão

Rate this post

A questão do limite mútuo no casamento – o que fazer e como agir?

Que o amor é lindo, ninguém duvida. Mas como sustentar a beleza desse amor no contexto do casamento quando surge a questão dos limites? No calor dos conflitos e dilemas, emergem questões outras ainda mais sagazes: ceder ou não? Aceitar ou recusar?

Não é raro encontrar casais recém casados ou casados há bastante tempo reclamarem um do outro quanto à questão dos limites. Não é preciso visitar um consultório particular de um psicólogo, um psiquiatra ou um especialista na área para se constatar isso. Esse fato salta aos olhos e aos ouvidos de qualquer um, em qualquer lugar. Basta, por exemplo, estar num ônibus rumando para casa ou para algum compromisso para, de repente, se deparar com a cena de duas mulheres ou dois homens trocarem queixas entre si do relacionamento(marido e mulher, claro), alegando que não é respeitado em relação aos limites impostos.

A questão dos limites tem sido motivo de tanta preocupação não só por parte de especialistas e entendidos da área, mas também por parte de pais, educadores, diretores de escola, professores e todos aqueles que lidam com as mazelas e vicissitudes humanas. A razão e o estopim de tudo são uma só: a violência cada vez mais precoce e desenfreada. As estatísticas e manchetes estão aí.

(mais…)