Práticas Sexuais Alternativas

Rate this post

A visão bíblica

I Cor. 6:9-11: “Acaso vcs não sabem que os ímpios não herdarão o reino dos céus?…”

Essa carta foi escrita para a igreja de Corinto. Corinto, nos tempos de Paulo, era uma cidade muito rica economicamente, mas que tinha um nível alto de promiscuidade e homossexualidade. Por outro lado, tinha um  nível de educação muito alto, e belas produções arquitetônicas, e nas artes (músicas, pinturas, etc.). Uma grande cultura coexistia com uma grande degradação moral na cidade.

A cultura não nos torna boas pessoas. A educação não nos torna boas pessoas. Civilização não nos torna boas pessoas. A cidade de Corinto foi uma testemunha muda da verdade de que as coisas belas podem ao nosso redor, mesmo enquanto estamos degradando nossa alma.

I Cor. 6:12-13: “Tudo é permitido, mas nem tudo convém…”. O que Paulo parece estar dizendo aqui é que só porque algo é perfeitamente legal perante a Lei dos homens, como por exemplo, comer sempre que tiver fome, isso não necessariamente é legal diante da lei de Deus. Isso se aplica também a satisfazer os instintos sexuais a qualquer hora, e de qualquer jeito.

I Cor 6:18-20: “Fugi da imoralidade sexual, … glorificai a Deus no vosso corpo”.

(mais…)

A Lua de Mel Acabou

A Lua de Mel Acabou 5.00/5 (100.00%) 1 vote


Os especialistas em comunicação afirmam que as pessoas abordam os conflitos de maneiras diferentes. Alguns atuam agressivamente para deixar bem claro que posição tomam no conflito. Outros evitam a confrontação, e preferem não lidar com as diferenças. Ainda outros buscam soluções criativas para problemas interpessoais.

O conflito é uma parte inevitável da vida. Ele não é nem bom, nem ruim – ele apenas existe. O conflito pode nos deixar com o sentimento de que nosso gerador de força foi desligado.

Mas o conflito tem um lado positivo. É mediante o conflito que aprendemos mais sobre nossos sentimentos e atitudes. O conflito aumenta nossa percepção de nossas próprias crenças e nos dá uma oportunidade de ouvir as convições dos outros. Ele gera mudança e estimula o crescimento. E quando lidamos de maneira apropriada com o conflito, ele freqüentemente cria laços de solidariedade.

Os psicólogos têm identificado quatro maneiras específicas pelas quais as pessoas respondem aos conflitos. Todas a quatro respostas são úteis em algumas situações. Nossa eficiência em lida com um conflito depende do que é exigido pela situação e de quão apropriada é nossa resposta. Aprender quando certas reações são construtivas e quando são prejudiciais pode aliviar a tensão.

(mais…)