ABENÇOANDO UM AO OUTRO

ABENÇOANDO UM AO OUTRO 5.00/5 (100.00%) 1 vote

Aqui vão dez sugestões que podem ajudar bastante o desenvolvimento do hábito de ser uma bênção na vida de seu cônjuge, e aprimorar o relacionamento conjugal:

a)   Aceitem-se de forma mútua e incondicional – a aceitação incondicional diz ao cônjuge: “Amo e aceito você como você é; com pontos fortes e fracos. Não é preciso mudar nada para ser amada(o) por mim”. Apesar de existir a necessidade de algumas mudanças para melhor convivência, essas mudanças virão com o tempo. Outra, nunca virão. Por isso, o cônjuge não deve ter expectativas nesse sentido, e esperar a alteração para então oferecer o amor. Ele(a) deve amar a outra pessoa agora, do jeito que é.

b)   Sejam muito amigos – Muitas vezes, no começo do relacionamento, o casal se torna melhores amigos, pois o coração está cheio de amor e desejo de compreender e alegrar o outro. Infelizmente, depois de casados, o ressentimento toma conta do coração, e, pelas circunstâncias, pressões, dificuldades da vida em comum, tornaram-se incompatíveis.

c)    Toquem-se com freqüência – Durante o período do namoro, noivado e início de casamento, parece impossível o casal não trocar algum tipo de afeto físico, tais como abraços, beijos, afagos, carinhos. Por que esse costume tão saudável, torna-se tão raro e escasso conforme os anos de casamento vão passando? Não deixem de cultivar o abraço, o beijo, seja de manhã, de tarde, ou na hora de dormir. Ao saírem, despeçam-se carinhosamente, e ao reencontrarem-se, que haja contato afetuoso entre vocês. Lembrem de tocar seu cônjuge com amor sem a intenção do ato sexual.

(mais…)