A Lua de Mel Acabou

A Lua de Mel Acabou 5.00/5 (100.00%) 1 vote


Os especialistas em comunicação afirmam que as pessoas abordam os conflitos de maneiras diferentes. Alguns atuam agressivamente para deixar bem claro que posição tomam no conflito. Outros evitam a confrontação, e preferem não lidar com as diferenças. Ainda outros buscam soluções criativas para problemas interpessoais.

O conflito é uma parte inevitável da vida. Ele não é nem bom, nem ruim – ele apenas existe. O conflito pode nos deixar com o sentimento de que nosso gerador de força foi desligado.

Mas o conflito tem um lado positivo. É mediante o conflito que aprendemos mais sobre nossos sentimentos e atitudes. O conflito aumenta nossa percepção de nossas próprias crenças e nos dá uma oportunidade de ouvir as convições dos outros. Ele gera mudança e estimula o crescimento. E quando lidamos de maneira apropriada com o conflito, ele freqüentemente cria laços de solidariedade.

Os psicólogos têm identificado quatro maneiras específicas pelas quais as pessoas respondem aos conflitos. Todas a quatro respostas são úteis em algumas situações. Nossa eficiência em lida com um conflito depende do que é exigido pela situação e de quão apropriada é nossa resposta. Aprender quando certas reações são construtivas e quando são prejudiciais pode aliviar a tensão.

(mais…)

Família: O projeto principal de Deus

Família: O projeto principal de Deus 5.00/5 (100.00%) 1 vote

(Gn 2:7-8)Formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente. E plantou o SENHOR Deus um jardim no Éden, do lado oriental; e pôs ali o homem que tinha formado”.

(Gn. 2:21-24) “Então o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão. E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada. Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”.

INTRODUÇÃO

Embora encontremos teólogos por aí dizendo que Adão e Eva nunca existiram e que o jardim do Éden é simplesmente uma lenda. O fato é que, de todas as coisas que Deus criou, a obra prima de sua criação foi o homem, feito do pó da terra e a mulher, posteriormente de uma de suas costelas.

Na verdade, até mesmo a Trindade estava presente na criação de todas as coisas, inclusive a do homem. O Pai, o Filho e o Espírito Santo deram a sua contribuição para que a sua obra fosse de fato, a imagem e semelhança de Deus. Ao projetar o primeiro homem do pó da terra e soprando-lhe o em suas narinas o fôlego de vida trazendo-o a existência, Deus em nenhum momento quis transformá-lo em um robô. Este homem chega ao mundo totalmente livre, para receber informações, adequá-las ao seu projeto de vida e conseqüentemente efetivar-se ao nível de deveres e direitos que passaria a ter, visto que a lei de Deus já estava gravada em seu coração.

(mais…)

Adoção: um grande passo de amor

Rate this post

A adoção deve ser um ato de amor e compromisso e não um ímpeto ditado pelo modismo da época

A adoção tem se tornado um fenômeno pelo mundo e a cada dia mais e mais pessoas decidem adotar um filho. No Brasil, o processo de adoção de crianças está bem menos complexo, demorado e burocrático devido ao Estatuto da Criança e do Adolescente e ao pleno funcionamento do Juizado da Infância e da Juventude.

Mas o desejo pela adoção deve ir muito além de modismos. Um grande passo de amor e coragem  deve mover pessoas para adotarem um filho. Mesmo com o processo simplificado, esta é uma decisão que envolve toda a família, o que a torna um pouco mais complexa. Para uma adaptação trânqüila, a  criança precisa se sentir bem-vinda, amada por todos, por isso o consentimento da família é tão importante.

Paciência é outro pré-requisito. O tempo de espera durante o processo de adoção depende de vários fatores, entre eles as exigências dos candidatos. Quanto mais restrições forem colocadas na ficha, mais tempo se leva para encontrar o filho.

(mais…)

Entre o amor e a razão

Rate this post

A questão do limite mútuo no casamento – o que fazer e como agir?

Que o amor é lindo, ninguém duvida. Mas como sustentar a beleza desse amor no contexto do casamento quando surge a questão dos limites? No calor dos conflitos e dilemas, emergem questões outras ainda mais sagazes: ceder ou não? Aceitar ou recusar?

Não é raro encontrar casais recém casados ou casados há bastante tempo reclamarem um do outro quanto à questão dos limites. Não é preciso visitar um consultório particular de um psicólogo, um psiquiatra ou um especialista na área para se constatar isso. Esse fato salta aos olhos e aos ouvidos de qualquer um, em qualquer lugar. Basta, por exemplo, estar num ônibus rumando para casa ou para algum compromisso para, de repente, se deparar com a cena de duas mulheres ou dois homens trocarem queixas entre si do relacionamento(marido e mulher, claro), alegando que não é respeitado em relação aos limites impostos.

A questão dos limites tem sido motivo de tanta preocupação não só por parte de especialistas e entendidos da área, mas também por parte de pais, educadores, diretores de escola, professores e todos aqueles que lidam com as mazelas e vicissitudes humanas. A razão e o estopim de tudo são uma só: a violência cada vez mais precoce e desenfreada. As estatísticas e manchetes estão aí.

(mais…)